O tupi antigo é escrito em alfabeto latino com alguns diacríticos ("acentos") próprios.

As vogais do tupi são:

a -- com o mesmo som que o "a" do português
e -- com o mesmo som que o "é" (aberto) do português
i -- com o mesmo som que o "i" do português
o -- com o mesmo som que o "ó" (aberto) do português
u -- com o mesmo som que o "u" do português
y -- sem correspondente no português, deve ser pronunciado como um "u" com os lábios no formato do "i" (sem arredondamento)

As semivogais do tupi são:

î -- semelhante ao "i", mas com duração de semivogal
û -- semelhante ao "u", mas com duração de semivogal
ŷ -- semelhante ao "y", mas com duração de semivogal

Obs.: uma semivogal é um fonema pronunciado de forma semelhante a uma vogal, mas com duração de consoante. Isso significa que uma semivogal sozinha não pode constituir uma sílaba. Toda sílaba deve ter uma vogal como seu som central e mais duradouro.